Mês: Julho 2010

Destruição?

Ora, foi finalmente editado pela Chili Com Carne a antologia de banda desenhada dedicada à primeira década deste novo milénio.

O conceito era simples (ou não!): demonstrar o inferno que foi viver entre 2001 e 2010. Após vários meses de impasses, trabalho anormalmente arrastado e coisa mais, elaborei uma epopeia de 8 páginas em colaboração com a Sara Gomes.
Também participam José Smith, Ana Biscaia, Rudolfo da Silva, Rui Madeira, Afonso Ferreira, Rodolfo Brito, Chico, David Campos, Sílvia Rodrigues, Uganda Lebre, Christina Casnellie, Bárbara Fonseca, Gonçalo Duarte e Ricardo Martins com Iuri Landolt.

Comprai, portanto.

Aqui fica um exemplo de uma das minhas páginas… dizem que no original, onde está azul, ficou laranja.

Anúncios

Rescaldo, ou como a preguiça levou a melhor.

Algumas coisas foram feitas e nunca houve a devida exposição aqui no blogue sabe-se lá porquê!
Aqui vão elas… portanto…

“É de Noite que Faço as Perguntas”

Trata-se de um projecto de banda desenhada dirigido pelo David Soares destinado a uma co-edição entre a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da Primeira Republica e da Gradiva, tudo em parceria com o Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem. Tudo nomes compridos, portanto.

O argumento e a direcção artística do projecto ficou ao cargo do David Soares que escolheu cinco ilustradores para desenharem o prologo, epilogo e cada um dos quatro capítulos da história. Jorge Coelho, João Maio Pinto, Daniel Silvestre, Richard Câmara e eu fomos os felizes contemplados com a tarefa de transformar as palavras do David em imagem.

Diga-se de passagem que saiu um belo resultado final! Agora é esperar pela edição e pela exposição no Festival de Banda Desenhada da Amadora.


Dokuga / Motornoise split cd

Caveiras, ruido gráfico e punkalhada. Podem encomendar o disco directamente ás bandas ou tentar contactar alguma loja como a Louie Louie ou a Lost Underground.

Yen Pox “Blood Music”

Mais uma bela edição da Malignant Records e digo-vos que foi bastante… interessante fazer este trabalho. As texturas foram conseguidas através da digitalização de entranhas de borrego e de um coração de porco.
O coração suíno foi posteriormente consumido numa refeição dias depois… o scanner ainda funciona e a minha cadela ainda sente alguma atracção por ele.

Em breve irá ser editado mais um disco de Wolfskin pela Malignant que também terá grafismo elaborado por mim, mas fica para a próxima quando o dito já estiver no mercado.

Será também agradável relembrar que o disco de Mandíbula “Sacrificial Metal of Death” já anda por aí à venda na Louie Louie e na Lost Underground. Quem gostar de Metal, tem que comprar! As ilustrações presentes no artwork foram desenvolvidas por mim. Tenho algumas cópias para venda também…

Dentro em breve irá ser editado pela Latrina do Chifrudo mais uma bela brochura com alguns desenhos da minha autoria. Assim que houverem novidades coloco aqui algo!