A vida pós Festival Matanças

O Matanças acontece e acaba, mas a vida continua. A diferença é que não continua como se nada fosse, muito pelo contrário. Ela tem que coexistir com os resíduos do festival, as suas relíquias.

Uma delas é o fanzine “Meixedo Enxebre” que segue a linha dos anteriores “Sanabra Enxebre” e “Lvsitania Enxebre”. Nesta edição a minha presença viu-se diminuída, mas ainda tive tempo de desenvolver a capa, algumas ilustrações e conteúdos, tendo ficado o design e paginação ao cargo do Rudolfo, que desempenhou o seu cargo lindamente. Esta edição conta também com belos desenhos do André Lemos, do próprio Rudolfo, Cláudia Santos e mais alguns.

Podem contactar-me ou à Latrina do Chifrudo caso estejam interessados. Atenção, o stock é limitadíssimo!!

Outra bela edição foi a da “Aural Bowels”, num magnifico CD que junta diversas propostas portuenses ligadas ao Festival Matanças, tais como Besta Bode, Filigranas Negras, Pvppa, Brutos da Natureza ou Caverna, entre outros. A edição contém ilustrações minhas como podem ver. Esta bela edição foi fruto da colaboração das editoras Latrina do Chifrudo, Soopa e Let’s Go To War.

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s